fbpx
Menu fechado

Como empreender em momentos de crise

Desde que a pandemia veio à tona e deixou grande parte dos brasileiros desempregados ou com uma situação financeira mais apertada, o empreendedorismo mostrou-se ainda mais importante. O ato de empreender se apresentou como uma ótima opção neste momento de retomada da economia, não somente para fugir da crise, mas também para se destacar entre os demais.

Em geral, as etapas que você deve seguir para se tornar um empresário são: Encontrar seu setor ou nicho, pesquisar seu mercado, estudar e planejar seus objetivos e construir seu negócio com visão a longo prazo.

O primeiro passo que você deve dar é encontrar o nicho específico para o seu negócio, muitas pessoas querem se tornar um empreendedor online, mas não sabem em qual setor ingressar. Na maioria das vezes, seu nicho será algo em que você trabalhou por anos ou que tem bastante conhecimento. Nesta etapa, é necessário identificar as necessidades do seu público-alvo para escolher seu produto.

A partir daí é preciso pesquisar o mercado, ou seja, analisar as demandas e exigências. É importante ver a concorrência e a situação da área em que você pretende ingressar. Estude muito e tenha visão a longo prazo. “É normal querer que o negócio tenha sucesso rápido, mas não é assim que funciona. Além disso, quando aparece um obstáculo, a maioria das pessoas pulam fora. Portanto, é preciso ter paciência e determinação, trabalhar também a mentalidade é a chave para o sucesso”, afirma Miguel Santos, criador do Portal Universo Empreendedor.

A flexibilidade, a colaboração e o uso positivo da tecnologia são características importantes para o empreendedor ter mais chances de sobreviver à crise causada pela pandemia. Para José Ivanir de Moura, fundador da OpenBless, também é importante ser uma pessoa organizada. “Ao empreender, quanto mais organizado você estiver como uma empresa, mais fácil irá chegar até seus clientes. A organização também diminui os possíveis riscos que poderiam aparecer no caminho”.

Caso o interesse em empreender exista, mas a falta de experiência atrapalhe, a dica de Miguel Santos é começar com um projeto pequeno, se tornando um bom vendedor com a ajuda de plataformas online. Você também pode vender produtos físicos como roupas e eletrodomésticos e ganhar uma comissão. “Mas é essencial lembrar de que é preciso sempre se dedicar, dinheiro fácil não existe”, garante.

“Temos plataformas que podem ajudar essas pessoas, o OpenHome e o OpenClub por exemplo, que pertencem à OpenBless”, diz J.I. de Moura, que oferece opções de trabalho onde é possível fazer uma renda extra através da indicação. “O OpenClub é um projeto onde a gente já disponibiliza a venda de cursos EJA e Pós Graduação. A pessoa se cadastra gratuitamente e recebe um treinamento. A partir daí irá receber uma comissão com cada matrícula que fizer, além de estar ajudando um vizinho, amigo ou parente”, finaliza.

Já o OpenHome possui o mesmo modelo, mas é voltado para quem atua no ramo imobiliário. “O corretor começa a trabalhar com todas as informações e com a sua loja, para que ele possa colocar seus imóveis. Ele ainda conta com toda uma retaguarda que vai desde o marketing até o jurídico”, explica o empresário, mostrando a importância de buscar diferentes opções de apoio para ingressar no mercado de forma correta e organizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »